Luminarium | 29Out2008 21:50:00

Publicado por: João Matos

Uma estrela cai em rosada
Cintilância. Ah, as rosas
Na escuridão, coroadas
D’orvalho, em liquidas prosas.

Uma centelha sobrevoa
Englobante, irradiada.
E, majestosa se coroa
No atordoar da aurora adiada.

Ah, as prosas exasperadas
Em luz, sopesadas em voo
E, de âmago cansadas.

Estelar luz cósmica, energia
Sem rastilho, difusa, entoo
Em ti, o enjoo ou a satisfação.


   

 www.pedroildo.com



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (2261)

1 a 1 de 1 Primeiro | Anterior | Seguinte | Último |
Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Últimas Galeria
não existem imagens a mostrar
Salvação-Doces
Rodinha 26
Raspinja
Jorge S. Oliveira
Anedotas
À noite enquanto o marido lia o jornal a esposa comenta.
- Os nossos vizinhos, o casal que mora aí em frente, parecem dois namorados. Ele sempre que regressa a casa traz-lhe um presente e de manhã ao sair, dá-lhe vários beijos. Porque não fazes o mesmo?
- Mas ó querida, eu nem conheço a mulher.
Procura
Mais comentados
Não existem artigos comentados
Calendário
Dezembro
D S T Q Q S S
       01
02 03 04 05 06 07 08
09 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31
Feeds
©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional