Luminarium | 29Out2008 21:50:00

Publicado por: João Matos

Uma estrela cai em rosada
Cintilância. Ah, as rosas
Na escuridão, coroadas
D’orvalho, em liquidas prosas.

Uma centelha sobrevoa
Englobante, irradiada.
E, majestosa se coroa
No atordoar da aurora adiada.

Ah, as prosas exasperadas
Em luz, sopesadas em voo
E, de âmago cansadas.

Estelar luz cósmica, energia
Sem rastilho, difusa, entoo
Em ti, o enjoo ou a satisfação.


   

 www.pedroildo.com



Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (2185)

1 a 1 de 1 Primeiro | Anterior | Seguinte | Último |
Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Últimas Galeria
não existem imagens a mostrar
Salvação-Doces
Rodinha 26
Raspinja
Jorge S. Oliveira
Anedotas
Tendo visto um anúncio de um berbequim sem fio, um homem entrou numa loja de bricolage e perguntou se tinham algum em stock. A mulher atrás do balcão respondeu, irritada:
- Você é a nona pessoa a quem tenho de dizer que NÃO HÁ PROCURA DESSE ARTIGO!
Procura
Mais comentados
Não existem artigos comentados
Calendário
D S T Q Q S S
01 02 03 04 05 06 07
08 09 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30
Feeds
©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional