Sem nome | 15Mai2008 01:00:00

Publicado por:
Descargas de cócegas arrepiam
A face esquálida, inchada de fel.
O nervo estende-se num carrossel
De rumos e avenidas que chiam.

Esgares d’espasmos, contracções, irradiam
Do halux à evaginação cerebral.
Um prumo desabrochado em mal

No vácuo de seres qu’expiam.
Um corpo acabado, já sem guia;
Uma alma cansada do par,
Do mal sentir e ir pelo ar,

Em energia de novo transformada
Segundo a sua circunstancia,
Quiçá, em busca duma adorada.

www.lisura.blogok.com

 

Ler mais | Comentários (0) | Visualizações (1696)

1 a 1 de 1 Primeiro | Anterior | Seguinte | Último |
Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Últimas Galeria
não existem imagens a mostrar
Salvação-Doces
Rodinha 26
Raspinja
Jorge S. Oliveira
Anedotas
O gerente chama o empregado recém-admitido à sua sala e inicia o diálogo:
- Qual é o seu nome?
- José - responde o empregado.
- Olhe - explica o gerente - eu não sei em que espelunca você trabalhou antes, mas aqui nós não chamamos as pessoas pelo seu primeiro nome. É muito familiar e pode levar à perda de autoridade. Eu só chamo meus empregados pelo sobrenome: Ribeiro, Matos, Souza. E quero que o senhor me chame de Sr. Mendonça.
- Bem, agora quero saber, qual é o seu nome?
O empregado responde:
- Meu nome é José Amorzinho.
- Tá certo, José. Pode ir agora...
Procura
Mais comentados
Não existem artigos comentados
Calendário
D S T Q Q S S
    01 02 03 04
05 06 07 08 09 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31
Feeds
©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional